Follow by Email

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Histórias de Robos

Abaixo, segue algumas reflexões de nerd, depois de ler um livro sobre robôs. O que me chama a atenção nas estórias de robô é o complexo de Pinóquio. Os robôs sempre querem se tornar humanos. E por mais que isso seja impossível, sempre se esforçam para chegar o mais próximo de um ser humano. Ao ler o livro histórias de Robô, consegui ver muito claro esse complexo. Nessa leitura, me veio à mente a seguinte dúvida: por que, em nenhuma estória, os humanos não querem se tornar algo próximo ao um robô... Perguntei isso para alguns amigos. Também refleti como as pessoas encaram o fato de ser humano e dos robôs terem vontade de se tornar humano. Uns, começam dizendo que uma máquina não tem sentimentos e aí dizem que os robôs não evoluem. Não criam. Outros, que uma máquina é perfeita e é a imperfeição faz os humanos perfeitos. Justificaram de mil maneiras... Mas não ousam tentar entender como seria um humano com todas essas complexidades ter um corpo de uma máquina... Pensando mais um pouco, me veio à mente outra dúvida... E se os robôs fossem capazes de entender a complexidade da personalidade humana e reproduzi-la... Se conseguirmos criar uma máquina com a mesma complexidade do ser humano... Uns dirão: isso não seria mais um robô... Mas também não seria humano...

Nenhum comentário:

Postar um comentário