Follow by Email

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Samurais que Dançam Rap e Cowboys que ouvem Jazz

Shinichiro Watanabe é criador de Samurai Champloo e Cowboy Bebop. Dois animes que merecem ser visto por todos os fãs de musica e de anime.

Além de um bom enredo, os animes tem uma característica interessante, que mistura humor exagerado, estórias dramáticas e muita música.


Cowboy Bebop se passa no ano de 2071. Os seres humanos vivem em diversos planetas pelo espaço. Os crimes aumentaram em proporção universal. E o trabalho de caçadores de recompensas é necessário para ajudar a polícia a pegar os criminosos.

Spike é o ex-membro de uma máfia e o personagem principal da estória. Ele viaja junto com o ex-policial Jet, na nave Bebop, atrás de criminosos.

O anime tem características bem interessantes. Spike, por exemplo, lembra muito Bruci Lee ao lutar. Em vários episódios nota-se semelhança com os filmes de Bruci Lee. O Jazz e Blues estão sempre presentes na história.

A Terra é um planeta ruim para se viver. A capital dos humanos, no universo, é Marte.


Samurai Champloo conta a história de Fùu, uma menina que está em busca do samurai com cheiro de girassóis, Jin um Ronin e Mugen um vagabundo.

Os três unem-se quando Jin e Mugen perdem uma aposta para Fùu os obrigando a ajudá-la a encontrar o tal samurai.

A estória do anime é uma mistura (Champloo) da história japonesa com a cultura americana. O Hip Hop está sempre presente em toda estória.


O grande mérito de Watanabe, em minha opinião, é fazer seus espectadores ficarem presos as histórias, que fazem você rir e chorar, ao som de boa música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário