Follow by Email

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

O ABC do comunismo


Segue algumas citações do livro que estou lendo. O ABC do comunismo, de Nicolai Bukharin. A primeira citação é interessante. Ela reflete a posição clara dos Bolcheviques sobre álcool.

Que nessa época tinha o mesmo papel social das drogas ilícitas hoje.

As outras citações são sobre o trabalho e o estado.

"Uma pergunta se impõe. Com que fim a classe capitalista contrata operários? Todo o mundo sabe que não é de nenhum modo, porque os fabricantes desejam sustentar os operários esfomeados, e sim porque querem tirar lucro deles. Visando o lucro é que os capitalistas constroem suas fábricas, visando o lucro é que contratam operários, visando o lucro é que farejam os lugares em que se vende mais caro. O lucro dirige todos os seus cálculos. Nisto, também, existe um aspecto curioso da sociedade capitalista. Não é a própria sociedade que produz, com efeito, o que lhe é necessário e útil, mas sim a classe dos capitalistas é que obriga os operários a produzir o que se paga mais caro, aquilo de que ela pode tirar o maior lucro. A aguardente, por exemplo, é uma coisa muito prejudicial, e só se deveria fabricar o álcool para aplicações técnicas e medicinais. E, no entanto, em todo o mundo há capitalistas que consagram todas as suas energias à fabricação da aguardente. Por quê? Porque se pode tirar um grande lucro da embriaguez do povo."

"No salariato, o homem, propriamente, não é vendido nem comprado. O que há de vendido ou de comprado é sua força de trabalho, e não ele mesmo. "

"Vemos agora, claramente, o que é o Capital. É, antes de tudo, um valor determinado, seja sob a forma de dinheiro, de máquinas, de matérias primas, de edifícios, de fábricas, seja sob a forma de produtos fabricados. Mas, trata-se de um valor que serve para produzir um novo valor: a mais-valia. O capital é um valor que produz a mais-valia. A produção capitalista é a Produção da mais-valia."

"O estado não passa de uma coligação de patrões"

"O estado Burguês tem o operário na conta de besta de carga: é preciso que este gado trabalhe e não dê coices."

Voltando a leitura, vou terminá-lo até amanhã... 

2 comentários:

  1. Bela merda de comentário.

    Valeu Tarcísio. Enfiaste a postagem do Juanito no cu.

    ResponderExcluir